Como atrair jovens para a Igreja? (parte2)

Este artigo é a segunda parte do “Como atrair jovens para a igreja? (Parte 1)

Moisés Rocha

Moisés Rocha

Eu vivo hoje numa luta com os jovens dependentes químicos. Eu trabalho com isso há 13 anos, e temos uma fazenda que acolhe 25 rapazes para se internar por 09 meses. Além disso, damos palestras em escolas, cadeias, empresas, temos grupo de apoio para dependentes e famílias, etc. A maior dificuldade é a família, inclusive, por exemplo, para internar-lo na fazenda, a família tem que ficar freqüentando as reuniões de apoio, porque senão não pode visitar o rapaz. E quando a família não freqüenta ou não obedece ao que as reuniões ensinam na visita, ela faz besteira e na semana seguinte perdemos o rapaz. Então, os pais não falam a mesma língua, acham que só o parente tem que parar: “Eu vim aqui e queria internar meu filho”, mas o pai também bebe. Então sabemos que ele não vai conseguir ficar de pé se ao sair da fazenda e voltar para sua casa encontrar a cerveja dentro da geladeira. “Eu não sou alcoólatra. Ele é que tem que largar a droga!”. Então a maior dificuldade que temos, infelizmente, é a família. tanto que nosso lema é de que se a família muda, o drogado muda. Agora se ele muda e a família permanece velha é mais complicado.
Enquanto o jovem está meio perdido, a família sofre, mas ele começa a rezar, ir a missa, se comportar como cristão, então a família começa a perseguir . Hoje eu atendo muitos jovens, que estão tentando ser santos, e a família é quem atrapalha, é um outro estágio da juventude, o primeiro é conseguir atrair eles para a igreja, o segundo é ajudá-los a vencer as perseguições em casa e as lutas do mundo para que permaneçam no caminho, que também é outro desafio, eles caem por causa de uma paixão, uma proposta de emprego, fraquejam pela mentalidade do universo da faculdade, dos ambientes e dos amigos..

Eu preguei outro dia no RJ para 800 jovens e vi um menino que chegou cheio de pircings, com botas, e no final da pregação o cara tira aquilo, porque se sente com vergonha de vir te dar um abraço. Então é possível ver no visual de que ele já quer romper com algumas coisas, que acreditou no que ele escutou. Daí precisa de uma manutenção, que as vezes não tem. Lembro que há 16 anos, quando comecei na RCC existiam as equipes de pastoreio, então as pessoas faziam o seminário e ficavam sendo pastoreadas até se engajarem em um grupo e isso acabou. Fico triste, porque as vezes agente prega numa cidade, Deus age, mas saindo dali, não tem pastores que vão acompanhar as ovelhas, que vão dar uma seqüência para esse povo não vai se perder, a não ser que queiram. Às vezes a pessoa freqüenta um retiro, escuta uma grande pregação, no momento do Santíssimo ela chora e ela tem ali um “gás”, uma vontade de ser santo, mas ela volta para casa e semana que vem tem um grupo, daqui dois meses tem outro retiro. Assim morre. Por isso o pastoreio do jovem é uma necessidade. A pessoa não perde o ânimo para continuar.

Estamos juntos…
Em Dezembro, eu estarei aí pregando com vocês !
Abraços…
Moisés Rocha

One thought on “Como atrair jovens para a Igreja? (parte2)

  1. Pingback: Como atrair jovens para a Igreja? (Parte 1) « O meu lugar e o céu 3

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s